Acabou o ano letivo. Todo aquele material escolar, antes muito necessário, acaba tomando um espaço grande em casa. Afinal, o que fazer com os livros escolares usados? Seus filhos não precisam mais. Só que você anda, anda e anda e não encontra nenhuma escola ou biblioteca que aceite a doação de livros didáticos usados. Você se revolta e pode até acabar brigando com o bibliotecário ou com o professor (por coisa pouca, não é?). Olha, provavelmente, é apenas um desencontro de informações. Nós explicaremos tudinho sobre o descarte de livros didáticos que já foram usados. Eles ainda podem ser uteis. Entenda como neste post.

Para facilitar sua leitura e possível doação de livros didáticos usados, separamos este post em tópicos:

Doar livros é tão fácil… Não, pera!

É fácil achar locais onde doar livros clássicos, romances policiais, histórias de amor, obras de ficção científica, livros biográficos e conjuntos bibliográficos de conhecimentos gerais, que tratam a respeito da psicologia, do direito, da sociologia, dos esportes etc.

No entanto, para fazer a doação de livros didáticos usados, poxa, haja paciência — por assim dizer… Não são todas as bibliotecas, escolas, centros culturais e sebos que aceitam a doação desse tipo de livros usados.

Por quê?

Conhecimento com prazo de validade: por que muitos lugares não aceitam a doação de livros didáticos usados

Muita gente pode não concordar, você pode não concordar… Só que é o seguinte: após um período de 3 anos, todo o material didático é considerado desatualizado, ou seja, acaba não servindo de base para uma aula na rede de escolas por aí.

Ainda bem que o que eu estudei há alguns (muitos) anos ainda não está desatualizado — afinal a Terra continua não sendo plana e o holocausto realmente existiu. Quer dizer, uma coisa ou outra mudou desde a época dos meus estudos, como, por exemplo, assembleia tinha acento e pé de moleque tinha hífen. Mas não sejamos tão drásticos assim…

Não sejamos tão drásticos assim porque, embora exista a recusa de vários lugares em aceitar a doação de livros didáticos usados que foram impressos antes do último triênio, esse tipo de doação ainda é possível, já que não é certo deixá-los mofando, pegando poeira e encostados sem nenhuma utilidade numa estante qualquer de casa. Concorda que doar livros ainda é decisão acertada?

Os livros mais “vendidos”

Abrindo um parênteses, não podemos deixar de mencionar que os livros didáticos é a parcela mais significativa do mercado editorial brasileiro, tanto em exemplares produzidos quanto em capital gerado.

Em 2016, por exemplo, os dados apurados pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) garantiu que mais de 12 mil títulos didáticos foram impressos ou reimpressos, o que gerou (e aí que o número vai lá nas alturas) uma soma de 220 milhões de exemplares.

Alunos de escola pública, a doação de livros didáticos usados e a recuperação do ensino

Vamos falar, ao longo deste post, sobre onde descartar livros didáticos usados. Só que, antes disso, abordaremos um pouco sobre os mais necessitados de materiais escolares e, portanto, os mais interessados em qualquer doação de livros escolares: os alunos de escolas públicas.

Somos um país que nem todos têm acesso a uma educação de qualidade, e podemos até dizer que as condições sociais que alunos e alunas se encontram são determinantes em outras diferentes áreas que não a escolar, como a profissão que terão e o salário que receberão, a habitação onde residirão, a facilidade ou não de obter a alimentação e por aí vai…

Não queremos ir muito a fundo nesse assunto, porém é primordial saber tudo o que envolve a doação de livros didáticos usados e a formação educacional de crianças e jovens brasileiros. Se propomos dar um jeito no mundo, precisamos olhar principalmente para os nossos próprios problemas. Nós acreditamos: o mundo tem jeito, e o Brasil também.

Quem ajuda a educação no Brasil

Apesar do cenário catastrófico que costumamos imaginar da nossa educação, nem tudo está perdido. Temos muitas coisas boas, como professores dedicados ao magistério (mesmo muitas vezes atuando com salários baixos).

O que precisamos fazer é acertar a equação. Pegar o que a gente tem de ruim, consertar e somar com o que existe de positivo. Pais, alunos, professores e representantes do povo têm obrigação com isso, mas todos podem assumir a responsabilidade de ajudar. A doação de livros didáticos usados é uma das formas.

Doar conhecimento: como funciona a doação de livros didáticos na rede pública

É possível uma escola admitir a doação de livros didáticos usados. A respeito disso, comentaremos mais à frente. Queremos, nesse momento, focar em explicar um pouco sobre o Programa Nacional do Livro Didático, o tal do PNLD.

Trata-se de um programa que compra e doa livros didáticos a estudantes do Ensino Fundamental, do Ensino Médio e da modalidade Educação de Jovens e Adultos. No entanto, para que esses estudantes possam receber a doação de livros escolares, a escola em que eles estudam deve aderir ao programa. Se não, nada feito.

Intercâmbio de conhecimentos: o mesmo livro didático, nenhum dono

Para aquelas unidades escolares já cadastradas no PNLD e que recebem doação de livros didáticos, o funcionamento do programa se dá desta forma:

No começo do ano, a escola doa livros escolares para o aluno, que utiliza no dia a dia para as atividades em sala de aula. Terminado o ano letivo, o estudante devolve o livro para a escola, que, por sua vez, doa o livro didático para outro aluno que esteja migrando para aquele estágio escolar.

Capítulo final? Qual o destino do livro didático usado por três anos?

Isso tudo ocorre durante o período de três anos apenas. Mas o que acontece após isso? Como o livro didático usado é considerado desatualizado, é essa a pergunta que permanece. Porém, depois do triênio de utilização, o livro didático fica à disposição da escola.

Assim, quem definirá o destino desse material é o gestor escolar, ou seja, provavelmente quem decide é o diretor da escola. Ele pode, portanto, determinar que o livro didático usado seja aproveitado na própria escola para uma eventual consulta de professores e alunos (isso caso o conteúdo apresentado nas páginas tenha um caráter mais permanente na opinião do gestor) ou seja descartado de maneira correta.

Volta às aulas: onde doar livros escolares usados

Bem, apesar de tudo isso, as obras educativas (mesmo aquelas que não tenham o selo do PNLD) podem servir para consultas — e existem sim sebos e instituições sociais que têm o costume de aceitar a doação de livros didáticos usados para esse fim.

Além da doação de livros didáticos usados, também podem ser doados livros de estudos para concursos, apostilas, obras técnicas e livros e dicionários de idiomas, por exemplo. O que você deve fazer, nesses casos, é perguntar se o local que escolheu para onde doar livros escolares usados aceita esse tipo de doação.

Sem rabiscos, por favor

Outra coisa importante de se mencionar, neste post, é que você deve ter consciência na hora de doar livros. Para a doação de livros didáticos usados, as obras escolares devem estar em boas condições de uso, além de seu conteúdo ser útil para consulta.

Portanto, é melhor refletir bem sobre a doação daquela enciclopédia lançada 50 anos atrás. Será que vale a pena doá-la? Se a resposta for não, existem outras opções: reciclagem ou reutilização, além do descarte propriamente dito. Porém, para cada livro didático usado ou para cada coletânea, é preciso avaliar.

Não faça a doação de livros didáticos usados rabiscados, mofados, desintegrando, com páginas soltas ou faltando. Por favor, ? Aqui vão algumas dicas:

  • Veja com amigos, vizinhos e conhecidos se eles não precisam da doação de livros didáticos usados;
  • Busque igrejas, bibliotecas comunitárias, ONGs e projetos sociais, que podem aceitar esse tipo de material com maior facilidade, mas telefone antes e pergunte;
  • Como falamos anteriormente, separe os livros conservados e úteis dos que estão em péssimo estado;
  • Dirija-se ao local da doação se possível (alguns fazem a coleta, mas é sempre bom conhecer para onde e quem você ajuda com a sua doação);
  • E, como nós sempre lembramos, incentive amigos a fazerem o mesmo.
Categorias: DoaçãoEducação

3 Comments

Sandro Mello · 02/05/2018 às 10:18

Bom dia tenho vários livros didáticos novos que ganhamos da faculdade São Judas Tadeu,mais de 100 livros de todas as séries , não sei para onde mandar ,vcs teriam como pegar ,desde já agradeço.

    Marcos Chagas · 05/05/2018 às 16:49

    Nós não recebemos a doação de livros didáticos. Mas existem ONGs, sebos e bibliotecas que recebem esse tipo de doação. Infelizmente, cada lugar tem seus critérios de aceitação. De qualquer forma, esperamos ter ajudado.

MARYE · 07/06/2018 às 20:00

2 filhos que usaram e, tantos filhos de outros pais, que poderiam usar, os mesmos, ricos livros. Tão caros pra comprar, tão caros pra descartar, tão preciosos pra quem quer aprender. Eu tenho os livros, tenho vontade de doar e não tem quem os queira. tristeza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Doação

Harmonia e Solidariedade: Saiba como fazer a doação de instrumentos musicais usados

Bote pra tocar aquela música na sua playlist. Aquela mesma que sempre quando toca no rádio te faz lembrar de um momento bom da sua vida. Não importa se fez sucesso na década de 60 Leia mais…

Doação

O filho cresceu e a roupa encolheu. O que fazer? Veja tudo sobre doação de roupa de bebê

A mãe, de tão coruja, quer guardar todas as recordações dos anos iniciais do filho. Uma foto (mais tarde, constrangedora) da criança tomando banho, um vídeo gravado da primeira vez que ele andou, uma almofadinha Leia mais…

Doação

Transplantar Esperança: Tudo o que você precisa saber sobre como Doar um Rim em Vida

Compartilhar algo que você tem em dobro com alguém que você ame. Não, este não é um texto de romance. Embora uma frase dessa encaixaria perfeitamente para definir a situação de um casal apaixonado. Só Leia mais…