Está na História. Você já ouviu falar que, antigamente, foi tentado injetar leite no corpo humano para substituir o sangue em falta, como ocorre na transfusão de sangue nos dias atuais? É… isso ocorreu mesmo. Não deu muito certo. Mas a necessidade de repor o sangue permitiu que descobríssemos formas corretas de realizar a transfusão de sangue. E hoje você está aqui. Procurando saber como funciona a doação de sangue. Nós vamos falar pra você.

Faremos você entender como funciona a doação de sangue e quem sabe, após ler este post, você aproveite para doar sangue?!

Nas próximas linhas, você irá descobrir quais são os critérios, as restrições e os procedimentos para doar sangue.

Faremos um apanhado de informações a respeito de como fazer para doar.

Assim, você entenderá exatamente tudo sobre doação de sangue.

O papel do sangue na história

A história de como funciona a doação de sangue começou no século 17 e, desde então, tem salvado muitas vidas.

A história de como funciona a doação de sangue começou no século 17 e, desde então, tem salvado muitas vidas.

A Ciência conheceu o potencial do sangue e reconheceu a importância dele para o organismo quando, no século 17, um médico britânico chamado William Harvey desenho o mapa da circulação sanguínea.

Foi uma revolução na medicina.

As universidades e hospitais estavam cada vez mais empenhados no assunto e, por não compreenderem o motivo de algumas pessoas morrerem após a transfusão, chegaram a utilizar o leite como substituto do sangue, como falamos no começo do texto.

Foi o austríaco Karl Landsteiner que identificou, em 1900, as diferentes características bioquímicas presentes no sangue. Os estudos que vieram em seguida também possibilitaram a descoberta de anticoagulantes.

A transfusão de sangue passou a salvar inúmeras vidas. Na Primeira Grande Guerra, muitos foram os soldados e vítimas beneficiados pela doação de sangue.

Sim, era um mundo novo, mas cada vez mais atento à importância do sangue.

Surgiram os primeiros bancos de sangue na Europa e nos Estados Unidos e, com eles, uma consciência social.

O Brasil não estava alheio a esses novos procedimentos e, no período da Segunda Guerra Mundial, abriu diversos bancos de sangue também.

Doar sangue, de coração

No Brasil, como funciona a doação de sangue atualmente, não existe mais remuneração para os doadores. A OMS diz que o ideal é que 100% dos doadores sejam voluntários.

No Brasil, como funciona a doação de sangue atualmente, não existe mais remuneração para os doadores. A OMS diz que o ideal é que 100% dos doadores sejam voluntários.

Você sabe como funciona a doação de sangue no Brasil: é feita de maneira voluntária. No entanto, nem sempre foi assim.

Até a Constituição de 1988, quem doasse sangue poderia ser remunerado. Isso mudou por causa de doenças que poderiam ser transmitidas pelo sangue (principalmente o vírus HIV) e, como havia o risco de alguém mentir sobre informações a fim de que pudesse receber, optou-se pela doação voluntária apenas.

Aliás, é a recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Sangue bom

Atendendo a certos requisitos para doar sangue, qualquer pessoa pode ser doador.

Atendendo a certos requisitos para doar sangue, qualquer pessoa pode ser doador.

Não existe aquela história de sangue bom ou sangue ruim. Como funciona a doação de sangue atualmente, estando saudável e atendendo as condições para doar sangue, todo mundo pode ser voluntário.

A doação de sangue pode salvar quatro vidas adultas. Isso porque os componentes da bolsa do sangue doado pode ser fracionado em componentes sanguíneos. Dá também para doar sangue e salvar até dez crianças.

Entretanto, para entender como funciona a doação de sangue e a transfusão, temos de levar em conta a compatibilidade entre os tipos sanguíneos.

Tipos sanguíneos

INFOGRÁFICO: Conheça a compatibilidade entre tipos sanguíneos

INFOGRÁFICO: Conheça a compatibilidade entre tipos sanguíneos

  • Sangue O+ doa para A+, B+, AB+ e O+
  • Sangue O- doa para A+, A-, B+, B-, AB+, AB-, O+ e O-
  • Sangue A+ doa para A+ e AB+
  • Sangue A- doa para A+, A-, AB+ e AB-
  • Sangue B+ doa para B+ e AB+
  • Sangue B- doa para B+, B-, AB+ e AB-
  • Sangue AB+ doa para AB+
  • Sangue AB- doa para AB+ e AB-

Portanto, independente do seu tipo sanguíneo, seu sangue pode ser perfeito para outras pessoas. Mas vamos falar um pouco das restrições para doar sangue.

Quem não pode doar sangue. Entenda as restrições

Agora, você deve estar em frente ao computador ou mexendo no celular pensando: “Como faço para doar sangue?”

Só que não é assim como funciona a doação de sangue. Antes de se dirigir, você tem de saber se você pode doar sangue. E, por isso, começamos a listar quais devem ser as condições do doador. Não se preocupe. A gente vai colocar tudo sobre doação de sangue que você precisa saber. 😀

Idade

Veja qual deve ser a idade do doador de sangue

Idade do doador de sangue

  • Acima dos 16 anos (menores de idade precisam de autorização dos responsáveis)
  • Abaixo dos 69 anos (a primeira doação de sangue deve ter sido feita antes dos 60 anos)

Peso

Peso do doador de sangue

Peso do doador de sangue

  • Acima dos 50 quilos

Intervalo entre doações

Intervalo entre as doações de sangue

Intervalo entre as doações de sangue

  • Homens: 60 dias ou dois meses
  • Mulheres: 90 dias ou três meses

Saúde

Saúde do doador de sangue

Saúde do doador de sangue

  • Estar em boas condições de saúde (mais à frente, veja quais são as condições de saúde e as restrições para doar sangue)

Descanso

 

Descanso para doar sangue

Descanso para doar sangue

  • Ter dormido 6 horas pelo menos nas últimas 24 horas

Alimentação

Alimentação antes da doação de sangue

Alimentação antes da doação de sangue

  • Estar bem alimentado e ter evitado comidas gordurosas 4 horas antes da doação

Pressão arterial

Pressão arterial do doador no momento da doação de sangue

Pressão arterial do doador no momento da doação de sangue

  • PA mínima: abaixo de 100mmHg
  • PA máxima: entre 100mmHg e 180mmHg

Restrições para doar sangue em definitivo

Restrições para doar sangue em definitivo

Restrições para doar sangue em definitivo

  • aquele que tenha contraído Hepatite após os 11 anos de idade;
  • tenha contraído Malária;
  • teve algum tipo de câncer, incluindo leucemia;
  • recebeu enxerto de duramater;
  • tem diabetes com problemas vasculares;
  • tem bronquite e asma (com crises a cada três meses ou menos);
  • tem alcoolismo crônico ou sinais de intoxicação pelo álcool;
  • teve hanseníase;
  • teve elefantíase;
  • teve brucelose;
  • teve leishmaniose visceral (calazar);
  • foi submetido a transplante;
  • foi submetido a pneumectomia (remoção cirúrgica de pulmão);
  • foi submetido a esplenectomia (retirada cirúrgica do baço);
  • foi submetido a gastrectomia total (retirada cirúrgica do estômago);
  • com problemas de coagulação de sangue;
  • com graves problemas no pulmão;
  • com graves problemas de rins;
  • com graves problemas de fígado;
  • com graves problemas no coração;
  • teve tuberculose extra-pulmonar;
  • com psicoses, esquizofrenia ou doenças que gerem inimputabilidade jurídica;
  • teve reação adversa grave em doação anterior;
  • ter evidência clínica ou laboratorial de doenças transmitidas pelo sangue: Hepatite B, Hepatite C, HIV/Aids, Sífilis, Doença de Chagas e males associados aos vírus HTLV I e II;
  • usuário de drogas ilícitas.

Impedimentos temporários da doação de sangue

Como funcionam os impedimentos temporários da doação de sangue

Como funcionam os impedimentos temporários da doação de sangue

4 horas

  • Comidas gordurosas
  • Fumar

12 horas

  • Bebida alcoólica

2 dias

  • Vacina contra a gripe
  • Vacinas que tenham vírus e bactérias mortos, toxóide ou recombinantes;

7 dias

  • Conjuntivite
  • Diarreia
  • Extração dentária (ver medicação)
  • Tratamento de canal (ver medicação)

15 dias

  • Gripe ou resfriado
  • Erisipela
  • Rubéola

3 semanas

  • Caxumba
  • Varicela (catapora)

1 mês

  • Cirurgia odontológica com anestesia geral
  • Dengue
  • Soro antitetânico
  • Vacinas de vírus ou bactérias vivos e atenuados

3 meses

  • Aborto
  • Amigdalectomia
  • Apendicectomia
  • Hemorroidectomia
  • Hernioplastia
  • Pós-parto normal
  • Ressecção de varizes.

6 meses

  • Intervenções cirúrgicas de médio ou grande porte (ver possibilidade)
  • Pós-parto cesariano
  • Procedimento endoscópico
  • Toxoplasmose (cura comprovada laboratorialmente)

9 meses

  • Gestação

1 ano

  • Acidente (em caso de contato com sangue de outra pessoa)
  • Acidente com agulha utilizada por outra pessoa
  • Amamentação
  • Comportamento de risco para Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs)
  • Detenção por mais de 24 horas
  • Enxerto de osso ou de pele
  • Passagem ou estadia em Estados onde há alta prevalência de Malária (Acre, Amapá, Amazonas, Rondônia, Roraima, Maranhão, Mato Grosso, Pará e Tocantins)
  • Piercing (após a retirada)
  • Relação sexual com pessoa com Aids ou teste positivo para HIV
  • Relação sexual com pessoa com Hepatite
  • Relação sexual com pessoa que recebeu ou pagou pelo ato
  • Relação sexual com pessoa que recebeu transfusão de sangue no último ano
  • Relação sexual com usuário de droga endovenosa
  • Sífilis ou gonorreia
  • Transfusão de sangue, plasma, plaquetas ou hemoderivados
  • Tatuagem ou maquiagem definitiva

5 anos

  • Tuberculose pulmonar
Categorias: DoaçãoSaúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Doação

Harmonia e Solidariedade: Saiba como fazer a doação de instrumentos musicais usados

Bote pra tocar aquela música na sua playlist. Aquela mesma que sempre quando toca no rádio te faz lembrar de um momento bom da sua vida. Não importa se fez sucesso na década de 60 Leia mais…

Doação

O filho cresceu e a roupa encolheu. O que fazer? Veja tudo sobre doação de roupa de bebê

A mãe, de tão coruja, quer guardar todas as recordações dos anos iniciais do filho. Uma foto (mais tarde, constrangedora) da criança tomando banho, um vídeo gravado da primeira vez que ele andou, uma almofadinha Leia mais…

Doação

Transplantar Esperança: Tudo o que você precisa saber sobre como Doar um Rim em Vida

Compartilhar algo que você tem em dobro com alguém que você ame. Não, este não é um texto de romance. Embora uma frase dessa encaixaria perfeitamente para definir a situação de um casal apaixonado. Só Leia mais…